sábado, 12 de dezembro de 2015

O monge e a vaca


Um monge e seu discípulo seguiam caminho pela montanha, em direção a um mosteiro onde permaneceriam por um ano. Com a aproximação da noite, procuraram um lugar onde pudessem pernoitar. Logo adiante avistaram uma casinha isolada, simples e rústica, onde morava uma família muito pobre. O monge pediu à família um quarto onde pudessem dormir e seguir viagem na manhã seguinte.

O dono da casa, muito solícito, ofereceu um pequeno quarto disponível, mas se desculpou por não ter cama nem nenhum tipo de conforto. Era apenas um chão forrado de palha. O monge disse que só aquilo já estava ótimo. Na manhã seguinte foram tomar o desjejum. À mesa havia apenas um pouco de leite, queijo e um mingau ralo. Novamente o dono casa se desculpou por não poder oferecer uma refeição melhor e o monge respondeu dizendo que, para eles, aquilo era um banquete. Enquanto comiam, o monge perguntou ao dono da casa:

– Neste lugar não há sinais de comércio ou trabalho. De onde vocês tiram seu sustento?

O dono da casa respondeu:

– Ah, temos aqui atrás da casa uma vaquinha milagrosa. Ela nos dá muito leite todos os dias e, com isso, conseguimos fazer queijo, coalhada e mingau. E dessa forma vamos sobrevivendo.

O monge agradeceu a hospitalidade e, junto com o discípulo, seguiram viagem. Haviam andado poucos metros quando o monge parou, deu meia-volta, contornou a casa e soltou a vaquinha do pasto. Levou-a até o precipício e, então, atirou o animal lá de cima. O discípulo, espantado e revoltado com o mestre, exclamou que ele havia acabado com a única fonte de sustento da família que os hospedaram tão gentilmente. O mestre não disse mais nada e, em silêncio, rumaram para o mosteiro.

Passado um ano, o monge e seu discípulo resolveram retornar à cidade e, para isso, teriam que percorrer o mesmo caminho por onde vieram. Descendo as encostas da montanha e com a noite se aproximando, resolveram procurar um lugar para passar a noite. Foram, então, em direção à casinha rústica da família que os hospedara antes. Chegando lá, viram que o lugar estava diferente. A casa da qual lembravam não existia mais. No lugar, um belo casarão, bem pintado e decorado despontava na paisagem, juntamente com diversas carroças e um agradável jardim.

Chamaram pelo dono da casa e este os veio receber. Era o mesmo homem de antes, porém estava mais bem nutrido, feliz e suas roupas não eram os trapos de antes. Acolheu os monges com um largo sorriso e ofereceu-lhes um quarto que, desta vez, era maior, mobiliado e com duas camas confortáveis. Pela manhã, no café, serviram suco, frutas, pães, queijos, ovos e outras guloseimas. Enquanto comiam, o monge perguntou ao dono da casa:

– Neste lugar não há sinais de comércio ou trabalho. De onde vocês tiram todo seu sustento?

O dono da casa respondeu:

– Ah, ocorreu uma tragédia conosco há um ano. Nossa vaquinha leiteira, única fonte de sustento da família, se soltou do pasto e caiu no precipício. Entramos em grande aflição e nos vimos obrigados a procurar outras formas de nos manter. Assim, aprendemos a plantar e cultivar diversas frutas e hortaliças, começamos a fazer produtos próprios e comercializá-los lá na cidade. Assim, graças à perda da nossa vaquinha, hoje temos uma vida muito melhor do que antes.
*************************

Estamos passando por sérios problemas e incertezas.  Serão tempos de luta os próximos meses. Espero que a morte da nossa "vaquinha" sirva para construir um futuro melhor.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Dieta de informação- Mudança definitiva

Viver com o essencial inclui informação. Minimize. Viva com menos coisas inúteis e tenha tempo pro que é realmente importante.

Algumas vezes me desconectei.., Determinava um tempo e me desafiava a usar pouco ou nada o face, instagram, Whatsapp, e navegar sem rumo na internet. Esses foram períodos muito produtivos. E como quero ser mais produtiva na vida, pra sempre, e vi que eu só ganhei com isso, decidi implementar isso na vida.

Agora eu só lerei os blogs ao lado.  E também os de quem comentar aqui, pois é melhor até acompanhar quem vem aqui do que aqueles que eu leio e nunca me retribui uma visita, fiz esse blog pra encontrar pessoas com objetivos parecidos, que me fizessem crescer, que houvesse troca, muitos dos blogs que leio, amo e comento serão sempre pra minha leitura prazerosa, mas nunca serão pessoas que virão aqui e me acompanharão também. Minhas outras leituras serão livros, físico ou e-book, não importa.  Perder tempo com TV ou internet me atrapalhou demais em todos esses anos da vida. Agora com 27, penso que não quero perder mais tempo. E queria muito ter pensado isso antes, eu perdi tempo demais fazendo nada.  Ainda pior, vendo coisas ruins e inúteis, algumas vezes até destrutivas. Se eu estiver cansada posso fazer uma leitura boa, ler a Bíblia que faz minha fé aumentar e me faz mais feliz, estudar... se o cansaço mental pegar melhor ouvir um bom áudio, textos ou música, qualquer coisa agradável, artística ou profunda. Um tempo pra rir também é importante. No momento a série que estamos vendo The big bang theory, precisamos ver só um episódio por dia, já tá bom. Claro que posso sair da rotina. Mas pra sair da rotina é preciso ter uma.

Assim produzirei mais pra vida, e consequentemente pro blog. Eu quero voltar a ativa com os outros, voltar a escrever poemas e crônicas e prosseguir com meus estudos sobre surdez.

Chega de coisas inúteis! Não farei mais como um desafio, vou trazer essa mudança pra minha vida.

Aqui eu colocarei meus registros, não só meus sonhos e planos.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Metas Dezembro

Dormir menos

No momento estou procurando o blog que eu li recentemente sobre isso... vamos ver se encontro.(Encontrei! É aqui.)
Parece que não precisamos dormir tanto. E eu tenho passado muito tempo na cama, mas um péssimo sono.
Tem esse vídeo para ajudar concurseiros da vida.

Basicamente se tivermos uma vida saudável, com alimentação e exercícios, a vida fica mais fácil, até o sono melhora a qualidade e assim precisamos de menos horas. Então eu vou testar diminuir para 7 horas o tempo que eu durmo. E tentar dormir bem neste tempo. Tem gente que dorme bem menos, mas pra mim 7 horas tá ótimo!

Organizar e Destralhar(de novo)

Impressionante como as coisas brotam. E sempre é preciso rever as coisas, o que de fato queremos. O que nos faz feliz.

Começar a praticar atividade física.

Pelo menos exercício aeróbico 3 vezes por semana.

Tentar novas oportunidades profissionais.

Posso não conseguir. Mas como me disse uma amiga, o "não" eu já tenho mesmo, vou atrás daquilo que quero.

Aprender uma música nova no violão
Nem precisa de explicação. Só porque eu quero!

Ser mais feliz comigo mesma é também uma das metas, e não permitir que outros estraguem meu dia, meu humor ou minha auto-estima.

Metas de novembro- Avaliação

Seguir rotina - Fail!

Não consegui. Infelizmente devido a alguns problemas que tenho, o medo e desespero começou novamente a tomar conta de mim. Agora estou me levantando de novo. E que cada dia seja um recomeço e uma nova chance de fazer dar certo.

Não fazer frituras - Ok!
Comi mais coisas naturais, acho que tomei um copo de refrigerante na casa da minha sogra durante todo o mês.

Tirar mais fotos- Fail!
Eu não tirei fotos minhas, nem de nada e muito menos minhas.

Passar dia com sobrinhos e irmãos - Ok!
Cozinhamos... brincamos... colocamos a mão na massa. Foi divertido.

Economizar durante todo o mês- Ok!
Economizei... e que bom que fiz isso, porque meu marido teve um problema no trabalho e teremos que continuar na economia este mês.

Daqui a pouco eu faço outro post pros objetivos de dezembro.


domingo, 22 de novembro de 2015

Pare de planejar, comece a fazer!

Espero estar diante de um tempo de mudanças na minha vida.

Primeiro quero contar uma coisa pra vocês.  Fiz uma prova para obter mais um certificado do MEC. A prova é para o Ensino de Libras, eu já tinha para interpretação.  Eu fiz, tentei. Tinha a plena certeza que não seria aprovada. Pensei em desistir pois não teria coragem de dar uma aula em frente aos fiscais que filmariam.  Fiquei em total desespero.  Mas tomei coragem e fui. Depois que fiz continuava com a plena certeza que não conseguiria.  Mas acabou de sair o resultado e ... PASSEI!!!
Nessa mesma linha pensei que não teria chance nunca de entrar numa pós-graduação federal.  E cá estou eu.
Depois de muitos anos parada, desanimada, sem vontade de lutar, sem acreditar em mim, eu decidi começar a tentar.

Ainda não acredito muito em mim mesma.  Mas começo a acreditar.  E pensar que eu preciso começar  a arriscar, pois não há nada a perder.

Já simplifiquei muitas coisas. Estou com o que eu considero essencial, embora continuarei me livrando das tralhas periodicamente, quanto mais sai, menos falta eu sinto, mais eu quero me livrar de todos os pesos.

Li, li e li muito. Agora é hora de desconectar um pouco. Ficar com os posts novos do pessoal da lista ao lado, e parar de buscar. Se a gente quiser ler tudo, buscar tudo, absorver todas as informações, ver todas as histórias de sucesso, podemos mergulhar num mundo virtual, e isso não resolverá nada na nossa vida. Já busquei o suficiente para começar a agir. O tempo agora será para isso. O dia de  blogar(existe?? rs) será domingo. Um apanhado geral da semana. Depois de algumas coisas que quero fazer terei mais tempo. E em breve as férias estarão aí.

Hoje organizei tudo, anotei horários para as próximas semanas.
Agora é hora de agir!



Irei colocar aqui meu progresso, o que está dando certo e o que pode falhar.

As mudanças incluem:

Prática de atividades físicas em casa: Caminhada e Pilates intercalado
Leituras
Implementar rotina matinal e noturna
Estudar para pós e para concurso público
Melhorar alimentação e beber mais água

Tem coisas mais significativas que eu quero mudar, mas isso eu conto depois se der certo.

Pare de planejar e comece a viver!!!

Beijos!!!

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Auto-estima e aceitação

Este blog aqui não dá fórmulas. Ele não dá dicas infalíveis. E mesmo eu me pergunto se posso postar algo que escrevi porque eu não me sinto exemplo para ninguém. Ainda estou trilhando um caminho. Assim como muito que vem aqui. Estou na busca pela minha paz e felicidade.

Se você é o tipo de pessoa que vê defeito em tudo quando se olha no espelho, bem-vinda ao clube.
Se você fala uma coisa, depois fica o dia todo remoendo isso pensando que não deveria ter dito, xingando-se mentalmente e seu dia acaba aí.
Se as pessoas todas parecem melhores que você.
Se você pensa não ter talento.
Se você precisa do elogio das pessoas, se precisa de aprovação.
Se você sofre quando alguém simplesmente não gosta de você.
Se você se sente incapaz de ir mais além.

Pare com isso tudo agora! E pense nesses pontos:

1- Ser você mesmo já é o suficiente, aliás, já é o bastante.

Você não precisa ser outra pessoa. Você não precisava ter nascido mais bonito, ou esperto, ou qualquer outra coisa. Você é você. Isso já tá ótimo!  E não tenha vergonha de ser você, mesmo com suas dúvidas e defeitos. Não tenha medo de deixar as pessoas verem quem você é, o que você gosta, o que pensa.

2- Você não deve nada a ninguém!

Você não deve explicações, nem desculpas.  As pessoas não tem o direito de exigir nada de você além daquilo que você quer pra sua vida. É você quem decide o que quer ser, fazer, estudar, vestir, e tudo mais. Sua vida, suas escolhas. Se os outros não gostam, acostume-se a isso. Se as pessoas criticam suas escolhas e sua vida pergunte-se se a crítica é válida e construtiva, se não é, "Joga fora no lixo".

3- Você é sim capaz de fazer coisas, grandes coisas

Você quer o quê da vida? Corra atrás! Eu não acho que nós vamos conseguir qualquer coisa, que todo mundo consegue tudo o que quer, até porque tem gente que quer coisas complicadas, como por exemplo, ser mundialmente famoso. Aí se esse tipo de coisa é ter sucesso pra você não acho que todo mundo chega lá, não.  Mas se você quer coisas na vida que envolvem sua capacidade e seu esforço, aí você pode sim!
Eu quero tocar violão, não profissionalmente, mas quero aprender músicas, além das 5 que sei tocar. E o que preciso? Praticar!  Tenho talento? Não, não tenho. Mas se eu quero, eu posso!
Arrisque-se. Não tente, faça!

Veja a Jout Jout falando de possibilidades:



4- Busque melhorias, mas sem excesso de cobrança

Amar-se não significa aceitar todos os seus defeitos e ficar do jeito que é que tá muito bom. Não! Amar-se é aceitar ser quem você é, é se conhecer. O autoconhecimento vai te mostrar seus defeitos e qualidades. Aprimore qualidades, tente melhorar seus defeitos. Não precisa ficar desesperado com seus defeitos, mas também não é legal fingir que eles não existem. Melhore. Tenha objetivos e busque alcançá-los.

5- Lembre-se do que é mais importante

A pessoa mais bonita, não é a melhor pessoa. Nem o mais inteligente. Nem o mais talentoso.  Há pessoas lindas que são vazias. Hitler era muito inteligente. Muitas pessoas talentosíssimas morreram aos 27 anos, minha idade.
Você tem que buscar coisas maiores. Pense em quais são essas coisas maiores pra você. Mas tenha certeza, são coisas que vão além da aparência.

Lembre-se de se importar menos com o julgamento maldoso dos outros, aliás, sendo maldoso não se importe!

Seja feliz!


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Sites, vídeos e pessoas que estão me ajudando a mudar a vida

Título ridículo de comprido. Porém é isso aí mesmo.

Estou fazendo uma revolução. No modo de vida, mas muito mais importante que isso, no modo de pensar.
Sempre achei que eu era muito fraca, feia, sem talento, pobre e sem perspectiva. Achava que eu não podia mudar minha vida. Me livrar da minha tristeza, da baixa auto-estima, do meu desajuste a tudo e todos.

Mudei de blog depois que conheci o minimalismo e comecei a simplificar minha vida e meus sentimentos. Criei este aqui. E comecei a procurar quem pudesse me ajudar a mudar realmente minha forma de olhar pra vida e para mim e ser feliz. Ser menos auto-crítica, mais produtiva, mais leve.

Primeiro quero dizer que na semana passada estive mal de saúde e emocionalmente, aí eu fiz uma maratona assistindo vídeos no YouTube e lendo do início ao fim os posts de um site. Esta semana recobrei forças pra viver e por em prática muitas coisas, mas a mudança maior está na minha forma de pensar. Enfim eu percebo que tenho possibilidades na minha vida.

Jout Jout


Os vídeos que eu assisti foram os da Jout Jout.  Estava acompanhando os vídeos dela a algum tempo, pouco. Mas decidi que queria ver os antigos. É difícil dizer o quanto eu gosto dessa menina sem nem conhecer.  Aliás, sinto que conheço agora.

Amo o fato de na maioria dos vídeos ela estar do jeito que é, sem maquiagem ou grandes produções. Uma pessoa assim como eu. Alguém que não fica jogando sua perfeição na minha cara.
Jout Jout fala de coisas que eu sinto, da minha insegurança e do meu medo. Por causa do "Não tira o batom vermelho" pensei em como fui tratada por alguém do passado e nem tinha percebido.
Jout Jout me faz pensar que eu não preciso me preocupar demais com o julgamento dos outros, e me faz acreditar que vale a pena ser eu mesma. Ela sabe como fazer você aprender a se amar.
Ela ensina como ficar feliz por bobagens...
Ensina a amar a vida, a ser gentil nesse cruel mundo virtual.("Vamos nos amar virtualmente")
Melhor de tudo, ela nos faz rir.

Ela me fez aprender aceitação. Ela me fez parar de sofrer por pessoas que não merecem.  Ela me mostrou opções.

Teremos muitas indicações de vídeos novos e antigos dela por aqui, vi que muito que eu já tinha anotado tem vídeos que casam perfeitamente. Então, teremos muito de Jout Jout por aqui. Eu escreveria muito, muito mais aqui, mas pretendo falar aos poucos e em tópicos.

Entre muitos vídeos incríveis, este aqui me ajudou a melhorar na minha aceitação:

Link: https://www.youtube.com/watch?v=9_gXPLlPHo0


Agora o site.

O site é o mude.nu

Eu havia colocado ali do lado na barra de blogs, mas só por causa do minimalismo, mas aí ele postou sobre o site e tudo nele. Lê aqui:
http://mude.nu/bastidores-5-anos/

Aí eu comecei a ler tudo, tudo do site. Quer dizer, quase tudo. Produtividade, possibilidades, mudanças de vida, hábitos saudáveis e claro, minimalismo, mas já havia lido quase tudo antes.
Quem escreve para o site são duas pessoas incríveis e bem diferentes. O que deixa o conteúdo ainda mais rico. Eu poderia falar sobre muitas coisas, mas só lendo.
Lá você pode aceitar desafios e encontrar parceiros, além das muitas dicas que você pode ler para alcançar o que quer.  Gente, foi criada uma rede social do bem!!!
Não concordei muito sobre alguns posts que falavam sobre as medidas perfeitas, não gosto de comparações, acho que isso não me incentiva, mas tudo bem... faz parte. Também acho que não há receita pronta pra nada na vida, ainda assim é muito bom ver as dicas de produtividade e tal.
Já pensei em vários desafios que quero aceitar, mas ainda não consegui decidir qual o primeiro:

  1. Passar em concurso público
  2. Aprender outro idioma
  3. Ficar em forma
  4. Descondicionar a felicidade
  5. Aprender a tocar um instrumento musical


Muitas possibilidades, mas eu vou encarar um desses desafios(ou mais), e conto aqui quando fizer isso.
Também vou indicar alguns textos de lá nos próximos posts.

É isso gente! Até!

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Mudanças urgentes a serem tomadas

Tenho algumas coisas escritas porque passei por dias de muita aflição mental. Então já tenho uns 3 ou 4 textos prontos para serem passados para cá. Mas, antes disso, pensei sobre minha vida e hábitos que ainda não mudei e precisam urgentemente mudar.

1- Beber água




Pode ser estranho dizer, mas foi uma infecção urinária que me fez pensar nas coisas. Tive dor, não consegui ir a pós e pensei como um hábito simples pode fazer tanta diferença na vida. Afinal, dias sem conseguir sair por causa de uma infecção que poderia facilmente ser evitada.








2- Exercícios
A fibromialgia não é uma síndrome fácil de conviver, mas os exercícios, pelo menos em mim, quase que anulam os sintomas, por dois motivos: condicionamento físico e endorfina dando bem-estar já que geralmente temos níveis baixos de serotonina.  Aliás, os exercícios me dariam mais energia para agir e realizar as coisas que estou me propondo.




3- Controlar agora meu medo
O medo do fracasso, o medo das pessoas más que me cercam.  O desespero, falta de ar, coração acelerado quando vejo certas pessoas que fazem mal a minha família.  Está bem mais controlado, mas eu gostaria de anular isso, destruir esse sentimento da minha vida.
O medo de fracassar, falar bobagem, estar errada, etc... também quero eliminar.






4- Alimentação
Estou conseguindo mudar alguns hábitos ruins na alimentação. Mas preciso me focar para manter.

Hábitos que já consegui mudar nos últimos meses:
Só tenho tomado sucos naturais, apesar do trabalho compensa e muito.
Eliminei da vida os temperos prontos. Uso os frescos ou no máximo os desidratados.

Essas são as mudanças urgentes, para começar AGORA.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Metas para o mês de Novembro

Inspirada nos blogs Frugalidades e Música com Café, blogs que amo de coração e estão ali do lado na lista, decidi começar a traçar metas mensais.


1- Seguir a rotina - Inclui rotina espiritual, organização da casa e alimentação, tempo de leitura e estudos, e cuidados pessoais.

2- Não fazer frituras. Continuar apenas nos sucos naturais, eliminar o industrializado.

3- Tirar mais fotos, incluindo algumas fotos minhas.  Postar no Instagram (quanto a ele, usá-lo para acompanhar apenas as poucas pessoas que sigo e para MEU uso. Observo tanto e faço tão pouco.  Hora de mudar)
Sempre odeio minhas fotos, acho que tem relação com o fato de não gostar da minha imagem. Então além de querer mesmo treinar fotografia(câmera de celular, nunca fiz curso, mas amo assim mesmo), também será um exercício de auto-estima.


4-  Passar dia com sobrinhos e irmãos. Cozinhar com eles. Brincar. Realizar atividades juntos.


5- Economizar durante todo o mês.
Levar comida pronta para passar o dia. Preparar tudo em casa, nada de congelados ou coisas prontas. Comprar apenas o necessário e o que foi planejado.

Será que inclui muitas coisas?
No final do mês conto como foi.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Próximas simplificações: Finanças e Comida

Finanças:



Planejei as próximas compras. Coisas para o marido, porque eu vou ficar sem comprar por um tempo. Bom, ele está realmente com pouquíssimas roupas que prestem. Precisa muito fazer algumas substituições. Aqui em casa eu preciso apenas de balde, coador e duas panelas. Também comprarei cartucho da impressora que estragou. Coisas que não são caras, né?

Organizei as contas de forma que em 5 meses terminemos de pagar a conta do cartão de crédito. Depois disso não pretendo usá-lo novamente. Ficará apenas para caso de necessidade.

Alimentação:



Nestas últimas semanas cozinhei direitinho, e percebi que ficou mais barato e sem desperdício quando se determina antes o que vai comer na semana. Porém eu fiz uns pratos que exigiam mais acompanhamentos, também fiz uma comida diferente para cada dia. Acabei tendo um certo trabalho para preparar e lavar a louça. Daí pensei melhor em como organizar a alimentação.

Farei pratos mais simples, pratos únicos ou que possam ser acompanhados só de arroz. Há também várias sobremesas que são simples. Coisa mais trabalhosa só no final de semana mesmo. E além disso posso fazer para deixar pronto para o dia seguinte.  Menos trabalho cozinhando e menos trabalho lavando.


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Viver o momento




Não fique remoendo o passado.
Não viva de futuro.
Esteja presente no momento agora, foque sua atenção naquilo que está fazendo, e dê o seu melhor em cada pequena coisa que faz.
Seja feliz! Não "quando" e "se"... seja feliz desfrutando cada minuto da sua vida. Fique satisfeito em ser quem você é!
É o seu presente que vai te levar pra um futuro melhor. E se livre do sofrimento que sofreu ontem, deixe ir, deixe passar.  Deixa tudo que é ruim ir pra trás.
Usufrua da felicidade de cumprir bem tuas tarefas do dia.
Ao preparar café, sinta o cheiro. Deixe que te inunde.
Quando estiver quente e um vento fresco passar, feche os olhos dois segundos e só sinta.
Quando na cozinha, faça tudo com amor, deixe que as atividades triviais se tornem uma terapia pra você, até cozinhar e arrumar a casa podem ser tarefas cheias de criatividade, e o resultado te dará prazer.
No trabalho faça o melhor e não o mínimo. Faça o tempo valer para não ter que trabalhar mais que o necessário. Aprenda sua forma de ser mais produtivo.
Esse tipo de felicidade é diferente daquele êxtase que os prazeres momentâneos dão, mas é uma felicidade com significado, uma felicidade que dura mais.
Seja feliz!


E meu poeta querido Fernando Pessoa, como Ricardo Reis, disse:

Põe quanto És no Mínimo que Fazes

Para ser grande, sê inteiro: nada
          Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
          No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
          Brilha, porque alta vive

Ricardo Reis, in "Odes"
Heterónimo de Fernando Pessoa


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

O que quero fazer com o tempo que sobrar?

Esse post é continuação DESSE.

Decidi gastar menos tempo com Internet e TV. Além disso pensei também nos outros pesos que eu carrego, todo o peso de sentimentos negativos, estilo de vida sedentário e alimentação ruim e tudo mais. Expliquei no post acima tudo que quero tirar da minha vida. Hoje falo sobre o que quero acrescentar.

1º Dedicar-me muito mais a minha espiritualidade. Os momentos que dedicamos a Deus, a aprender, a ensinar coisas muito maiores são os mais felizes.

2º Cuidar dos outros. De quem eu amo, de quem eu não conheço. Simplesmente estar mais atenta as necessidades dos outros, as pequenas gentilezas do dia a dia, e fazer mais pelos outros.

3º Cuidar de mim. Gastar mais tempo cozinhando(gosto de cozinhar), incluir mais frutas e legumes, alimentos frescos.  Praticar atividades físicas que não consumam dinheiro, caminhar, dançar em casa, brincar no Xbox dos meus irmãos, rsrsrs.  Incluir alongamento nas atividades físicas. Manter unhas bonitas, cuidar do cabelo.
Cuidar melhor da casa e dos meus bichinhos de estimação entra aqui também, pois faz parte de mim.

4º Aprimorar estudos e trabalho. É isso mesmo que você entendeu. Isso está no 4º lugar. Não é a coisa mais importante, não. Mas quero organizar bem o meu tempo para que eu possa realmente me dedicar aos estudos e ao trabalho(são relacionados) e fazer bem! Junto com isso voltar a postar no blog de Libras.

5º Hobbies saudáveis e produtivos - Nada de ficar vegetando em frente a TV. Uma série é aceitável. Mas não quero me acostumar a fazer maratona de séries. Equilíbrio é a palavra chave. Ouvir música, tocar violão, cuidar das plantas, ler, escrever, aprender a costurar. Fazer algo criativo. Sentir-me feliz comigo mesma neste tempo livre.

É isso, gente...
E você? Quais são suas prioridades?

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Respondendo a Tag: Você é uma pessoa organizada?

Com muita vergonha venho aqui responder a tag com duas semanas de atraso. Desculpa, Camila!


1. Você planeja sua semana, se planeja, como?

Sim. Anoto tudo que tenho que fazer e comprar. Estava planejando alimentação, compras, afazeres, estudos, tudo no domingo, mas uma reviravolta na minha vida não me permitiu fazer isso este mês. Continuo sem muita experiência. Mas a lista de coisas a fazer e anotações em calendário sempre fizeram parte da minha rotina.

2. Costuma usar agenda ou planner?

Não. Em papel eu usava um caderninho, mas comecei a colocar tudo na agenda do celular mesmo.

3. Quando precisa de algo rápido em casa, costuma achar com facilidade?

Depende. Quase sempre sim. Se não forem as chaves, estas eu vivo perdendo.

4. O que você tem em cima do seu criado mudo?

Livros e hidratante.

5. O que você costuma carregar na bolsa ou mochila?

Depende do dia. Se for ficar pouco tempo só carteira e chaves. Se for passar o dia carrego uma necessáire com escova de dentes, pasta, desodorante, toalhinha, protetor solar, escova de cabelo, caneta, caderninho e lanches.

6. Sua família te acha uma pessoa organizada?

Às vezes, rsrs. Antes era bagunceira, agora tô organizada.


7. Quando tira uma roupa, costuma deixá-la onde?

Em qualquer lugar, menos onde deveria estar. Isso eu vou arrumando depois, mas não no exato momento.

8. Costuma planejar seus dias de folga?

Sim e não. Em muitos eu só descanso mesmo.

9. Costuma criar checklist? Para que?

Não.  Tava louca quando respondi. Claro que eu crio checklist, quase todos os dias, rsrs. Eu faço lista dos afazeres diários e das compras que preciso fazer a curto ou longo prazo.

10. Qual sua maior dificuldade em se organizar?

Sou bagunceira por natureza, então tenho que arrumar tudo depois que faço a bagunço. Gosto das coisas organizadas, mas sempre deixo coisas por aí, ai tenho que sair arrumando depois.

***

Por conta do atraso, não indicarei ninguém.

domingo, 27 de setembro de 2015

Para viver mais leve- livrar-se dos pesos

Estou em um momento difícil. Que sempre é maravilhoso no final. Minhas crises existenciais sempre são silenciosas e dolorosas, mas me levam a evolução.

Estou agora me livrando de muitas coisas. Quero me livrar de todo peso desnecessário, todo excesso, todo peso morto.

Comecei pela parte física. E confesso que muitas vezes quando não consigo me livrar de pesos internos de sentimentos ruins, dou uma olhada na casa, nos livros, nas roupas e tiro mais coisas inúteis pra mim. E até me sinto melhor. Não há mais muita coisa a tirar, já joguei fora e dei muita coisa.  No momento há coisas a comprar.  Eu sei que quando fico procurando coisas a tirar daqui já não é porque tenho excessos e sim, porque é mais fácil tirar de fora do que de dentro!

Percebi que é muito mais fácil livrar-se dos pesos materiais. Agora minhas reflexões vão mais além. E as coisas começaram a não ser tão simples assim.

Excesso de informação:


TV- ligo só pra fazer barulho e vi como essa mania é feia. Aí quando vejo tô lá sentada por horas vendo coisas que nem sequer me interessam.



Facebook- Me contando sempre mais do que eu preciso ou quero saber. Lugar fértil pra pessoas maldosas agirem, milhares de indiretas e informações inúteis. Raramente vejo algo realmente útil por lá. E quando é legal, ainda assim é desnecessário. Não posso excluir agora por causa da pós, mas o uso será reduzido ao grupo da pós ou ao me enviarem diretamente para mim. E será visto duas vezes por semana apenas.(Segundas e sextas)

Blogs- Amo também, mas como estou aprendendo muito sobre simplificar, acabo ficando horas encantada nos blogs minimalistas que vou encontrando. Não farei mais isso. Já tenho bastante na lista ao lado, e continuarei acompanhando e participando sempre que possível. Ah, claro que eu também visito quem comenta aqui, gosto de gente que se importa em falar com você.



Instagram- Amo, mas viciei bonito. Perco tempo precioso por lá. Então o uso será assim: Fiz a limpa em quem sigo, agora vou ver as postagens desse pessoal, apenas.

Mais pesos e coisas que fazem mal que eu quero excluir da minha vida:

Medo- meu medo não tem me protegido, tem me paralisado. Não adianta ter medo de pessoas más, do fracasso, da mudança, do futuro. Preciso viver. E pra isso preciso colocá-lo em seu devido lugar.

Pessoas- as destrutivas, maldosas, fofoqueiras, críticas, as falsas.

Sentimentos negativos- de inutilidade, tristeza, angústia, ansiedades, de culpa.

Preocupação com o que pensam sobre mim- definitivamente ninguém paga minhas contas. E eu não faço mal a ninguém. Pensar no que os outros pensam de mim faz com que eu me sinta presa, que eu não seja quem sou, que eu me force a coisas que não quero. Vou ser quem sou, quem me ama que fique, quem não me ama, já vai tarde.

Comidas gordurosas, excesso de açúcar e industrializados- diminuir tudo isso pra viver mais leve também aqui na massa corporal.

Procrastinação- preciso tirar essa mania de vez da minha vida. Eu começo a agilizar tudo, depois um desânimo qualquer me paralisa e já tô procrastinando de novo. Por exemplo, tenho 3 trabalhos da pós pra fazer que poderiam estar prontos não fosse minha mania de deixar pra depois.



Pro post seguinte(que já tá escrito), falarei das coisas que quero e preciso incluir, e que tirar esses excessos vai me possibilitar.


Até o próximo!

*Imagens tiradas do google, se forem suas me avise pra eu dar os créditos!

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Setembro, o caos e o recomeço

Primeiro eu quero dizer que mais uma vez, ter destralhado a casa e meu guarda-roupa foi crucial pra ter tido um mês suportável. Facilitou muito a minha vida. Mesmo quando eu fiquei mal de saúde e não tava organizando, a bagunça era menor já que eu tenho menos coisas agora.

Setembro é um mês que eu gosto. Mas este setembro especificamente, não foi muito tranquilo, não.

Esse mês eu tinha uma audiência onde eu era testemunha, numa história que me afeta diretamente.  Não foi fácil. É difícil suportar certas pessoas que são tão negativas, tão maldosas. E a justiça não resolve muita coisa infelizmente.

A parte mais difícil do mês foi a cirurgia que minha mãe fez. Muita tensão até que tudo se resolvesse. Mas, deu tudo certo e ela está bem.
Aproveitei e pedi para arrumar a casa dela. Eu me livrei dos excessos lá, mais umas faxinas minhas e será uma casa quase minimalista. Foi legal ver as coisas mudando por lá. Eles se tornaram acumuladores sem perceber. Ainda tem o quartinho da bagunça pra arrumar ... dá até medo! kkkk

Eu tive muitas responsabilidades com a minha família este mês. Claro, que eu fiquei super feliz de cumprir as minhas responsabilidades. Ainda mais pra uma pessoa com fibromialgia, cumprir as responsabilidades dá uma sensação muito boa!

Inscrevi-me em uma prova que farei domingo e se passar terá outra na terça que vem. E também pretendo me inscrever em mais um concurso público. Sabe que no fim, acho que estou começando a acreditar que um dia eu posso chegar em algum lugar melhor!



A pós voltou! Acabou a greve. E assim, retomo meus estudos e o outro blog que ficou parado.

Apesar de toda a tensão. De tudo que está louco, eu estou me sentindo bem. Ao menos hoje.
Falarei sobre como viver com tantos compromissos e tentar manter sua paz interior.  Estou aprendendo, então vamos aprender juntos!

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Fibromialgia e calor

Vim a internet um tanto desesperada tentar saber o que eu faço no calor infernal que está acontecendo aqui.

A fadiga está pior. A dor insuportável. Não consigo me concentrar, as pernas doem como se eu tivesse corrido uma maratona, e a cabeça parece que está sendo esmagada.

Sempre procuro blogs que compartilham meus objetivos e sofrimentos. Muitos que eu encontrei sobre fibromialgia não me agradaram por serem muito negativos e depressivos. Eu entendo, afinal, quem escrevia esses blogs eram fibromiálgicas. Mas eles não me ajudavam muito. Parecia que a síndrome acabava com a nossa vida, e não é o que quero pra mim.  Eu já sou negativa sozinha, se lesse mais coisas ruins sobre minha condição ficaria bem pior.  Sei de todas as coisas horríveis que a gente sente e a depressão que vem. Mas eu prefiro não falar disso.

Encontrei um blog legal, com uma boa postagem sobre a fibromialgia e o calor, o link é ESSE.

Em parte diz:

************************************************
Porque a temperatura afeta a Fibromialgia

A investigação descobriu que as pessoas com Fibromialgia expostas a temperaturas quentes sentem aumentos em:

  • Dor muscular
  • Dores de cabeça 
  • Fadiga
  • Ansiedade
  • Depressão

Outros pacientes com Fibromialgia relataram sentir estes sintomas em tempo frio. "Qualquer tipo de mudança extrema no tempo pode fazer a diferença", diz Matallana. "Os nossos corpos não parecem ser capazes de se adaptar bem como os de pessoas saudáveis."

Problemas com a regulação de temperatura: A investigação descobriu que as pessoas com Fibromialgia têm dificuldade em habituar-se às mudanças de temperatura. O calor pode incomodar as pessoas com Fibromialgia porque não transpiraram tão facilmente
como os outros. "Porque há fluxo de sangue limitado na pele, há menos capacidade de suar", diz Matallana. Como o calor do corpo sobe, os pacientes com Fibromialgia sofrem com febres e dores musculares, e também são mais propensos a ter erupções cutâneas por causa do calor e ataque cardíaco.

A desidratação: Pacientes com Fibromialgia ficam desidratados facilmente, o que pode levar a dores de cabeça, dor e fadiga.

Insónias: A falta de sono muitas vezes pode fazer com que os sintomas da Fibromialgia
piorem, e noites quentes e húmidas dificultam o sono. "As pessoas muitas vezes acabam por tentar utilizar ar condicionado ou ventiladores, e isso também pode perturbar o sono", disse Matallana.

Estratégias para enfrentar o tempo quente

Quando o clima fica quente, os pacientes com Fibromialgia com sensibilidade ao calor precisam prestar muita atenção a seus corpos. Para se proteger, você deve:

Mantenha-se hidratado: 
Certifique-se de beber muita água, e não espere até que fique sedento antes de beber. A desidratação pode preceder sede real. Leve uma garrafa de
água consigo para todo o lado e beba muitas vezes. Evite consumir álcool, pois pode causar a perda de fluidos corporais. Não beba líquidos que são excessivamente frio, pois podem causar cólicas.

Mantenha-se fresco:
Use ar condicionado para manter a casa fresca. Se você não tem ar condicionado, vá para outros locais frescos. Tome banhos frios ou vá dar um mergulho. Usando uma bolsa com gelo pode ajudá-lo a refrescar-se e a aliviar a dor muscular. Panos húmidos frescos no seu pescoço ou cubos de gelo nos seus pulsos podem também atenuar os efeitos do calor.

Fique confortável:
Usar roupa leve, confortável, folgada que respira. Escolha cores brilhantes ou brancos; cores escuras absorvem o calor.

Flutuações de temperatura podem fazer com que a Fibromialgia piore. Mas uma vez que você sabe que extremo o incómoda mais, pode planear com antecedência e passar o tempo dentro de casa, onde você pode controlar melhor as condições.

******************************************************************

Vou ver como vou fazer pra suportar, já que minha casa vira um pequeno forno.
Shopping aí vou eu ficar no ar, rsrsrs
Aqui no Rio, tá fácil não. Pra ninguém tá fácil...

Roupas mais leves já estavam na lista antes, o jeans não tem me feito sentir bem. Já não faz tanto meu estilo. Preciso, claro, pois é clássico, só não vou comprar mais.

sábado, 12 de setembro de 2015

Tag - Conhecendo novos blogs

Respondendo com muito atraso a tag Conhecendo Novos Blogs!

Obrigada, Camila por me indicar, tô até me achando importante!

Digital ou Analógico?
Estou indo para o mundo digital agora. Rendi-me a praticidade e também ajuda no sentido diminuir as tralhas. Eu costumo ter vários caderninhos espalhados por aí. Agora faço lista de compras, lista de tarefas do dia, ideias, etc, tudo no bloco de notas do celular. Livros eu os amo em papel, mas não quero acumular nada que eu não AME de coração, então leio digital, pego emprestado ou na biblioteca, se amar, penso em comprar.

Frio ou Calor?
Frio. Tempo frio. Cores frias. Acho que tem a ver com meu grande lado sombrio e introspectivo. Sei lá. Mas se pudesse mesmo escolher o tempo seria sempre ameno, como a primavera deve ser. Colorido e diversificado.

Doce ou Salgado?
Amo doce e não consigo viver sem. Mas quem consegue viver sem salgado? Acho que eu gosto mesmo é de comer, rsrsrs

Preto ou Branco?
Preto pra roupas, branco para o ambiente.

Android ou iOS?
Nunca tive IOS. Confesso que tenho pena de gastar dinheiro com celular. Os meus sempre são simples e só compro quando o que eu estou usando quebra.

Música ou Silêncio?
Isso depende do momento.  Há dias que quero tranquilidade, outros preciso de algo para deixar a vida mais bonito, e nada melhor que música para cumprir esse papel.

Castanho ou Loiro?
Pra falar a verdade eu achei que o loiro me deixou bem mais bonita. Mas meus cabelos são castanhos, bem escuros, e eu estou deixando natural e tentando me aceitar como sou. Não tinha tempo e dinheiro pra cuidar das madeixas loiras.
No geral, cabelo bem cuidado é sempre mais bonito. E quando a pessoas loiras ou morenas, acho que a beleza vem do conjunto total da peça. Exterior e interior.

Salto ou Sapatilha?
Sapatilha com saltinho! rsrsrs

Vermelho ou Nude?
Depende. Quando estiver precisando de um up, vermelho é a cor.

Água ou Coca-cola?
Eu prefiro Coca, mas eu a estou abolindo da minha vida, então água! Tô repetindo isso para mudar meu pensamento, porque o paladar só pede porcaria!

***

Minhas perguntas:

1. Qual as 5 coisas mais importantes da sua vida?
2. Como você se definiria?
3. Qual a importância do blog na sua vida?
4. Quais suas próximas metas?
5. O que está fazendo para alcançar suas novas metas?
6. Como você imagina sua vida ideal? Se já tem a vida ideal explique o porquê.
7. Você já passou por um período em que decidiu mudar tudo? Como foi?
8. Quais as coisas da sua personalidade que você acredita que precisa mudar?
9. Que tipo de música você gosta?
10. Você tem um livro preferido? Qual?

Blogs que eu indico:


E é isso!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Ansiedade e Produtividade

Essa semana será muito tensa pra mim.  Muitas coisas estão para acontecer e eu terei muitas responsabilidades nos próximos meses, mas depois eu conto aqui.  Eu estou pensando muito em o que farei da minha vida.



Esses tempos de reflexão sempre precedem tempos de mudança na minha vida.  Não é a primeira vez. O problema é quando tudo volta a ser como antes em meses, aí eu entro em crise existencial de novo.

Sou uma pessoa muito ansiosa. Nunca soube como lidar com a ansiedade. Hoje mesmo quase não dormi, minha cabeça está a mil e doendo bastante. Sinto falta de ar, dores pelo corpo e tudo mais que tem direito, até mesmo ataca o tal do dermografismo que é minha doença nova.

Como estou aprendendo a controlar a ansiedade?

Primeiro, li duas revistas ótimas, aliás 3. Falam sobre ansiedade, controlar sua vida e diminuir estafa. Elas me mostraram os sábios conselhos da Bíblia em relação a essas coisas. E realmente a Bíblia tem muitos conselhos incríveis quanto a ansiedade.

Bom, algumas coisas ajudam bastante:
Simplifique sua vida, assim terá menos causas de ansiedade.
Mantenha seu espaço organizado, em casa ou no trabalho.
Arrume-se, ficar jogada e descabelada não vai te ajudar. Quando você se arruma parece que o dia começa.(No momento eu ainda estou jogada e descabelada, mas já vou levantar e me ajeitar.)
Concentre-se em outras coisas. Leia, cozinhe, vá caminhar, passeie. Mas faça outras coisas.
Animais e plantas tranquilizam.  Só mantenha algum contato com a natureza, aprecie as maravilhas que temos em nossa volta. É tão fácil olhar toda a feiura do mundo e esquecer o que há de bom.
Aprecie os pequenos prazeres da vida- vou falar melhor sobre isso em outro post.



Como eu estou fazendo? Quando estou nervosa acontecem duas coisas. Por vezes fico jogada na cama dormindo sem conseguir fazer nada, e outras vezes eu começo a arrumar tudo enlouquecidamente.  Quando eu consigo agir, mesmo que não seja arrumar a casa que resolverá o problema, isso me deixa bem melhor.  Ambiente organizado nos ajuda a pensar, e o mais importante:

Realizar tarefas faz que nos sintamos úteis e produtivos

Ansiedade gera muita energia acumulada, redirecione esta energia em algo positivo. Vá arrumar sua casa, fazer algo manual, pintar algo. Crie coisas. Cozinhe pratos gostosos e divida com alguém.  Eu prefiro coisas manuais quando estou assim porque minha mente fica melhor focada em coisas que estou fazendo. Deixo leituras para depois, pois no momento que estou nervosa, não consigo concentrar os pensamentos e acabo pensando no que me aflige e lendo superficialmente.

Eu não dormi, e tenho muitas coisas a fazer. Isso sim acaba comigo. Mas vou tentar de coração fazer o meu dia valer. Começando agora!
E vocês? Como escolherão viver este dia?



*Imagens Tumbrl e Google

As minhas imagens de princípio estarão apenas no Instagram , no momento tá difícil passá-las pras postagens, mas isso vai melhorar! Bom, são fotos de celular, mas mesmo assim são minhas e vou começar a postá-las aqui.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Últimas atividades do desafio

18“.Unfollow” e “unfriend”
Não precisa. Eu só vejo aquilo em que me marcam. Só no Instagram eu vejo tudo. Já fiz a limpa.

19.Saia para uma caminhada e exercite sua consciência
Fico devendo.

20.Não assista TV por um dia (leia, ao invés disso)
Ok. Há dias que eu não vejo TV mesmo.

21.Escreva por 20 minutos
Ah...muito mais que 20 minutos...kkkk

22.Crie uma rotina relaxante para a hora de dormir
Só consegui um dia: Banho quente, hidratante, tônico, creme facial e chá!

23.Saia sem maquiagem
Este é um exercício de aceitação que tenho feito a algum tempo. Ainda acho estranho, não ía a esquina sem maquiagem. Mas está sendo muito bom pra mim.

24.Pratique gratidão
Costumo fazer sempre isso. Mas preciso melhorar na gratidão a Deus e a vida. Fico triste por certas situações e deixo a desejar.

25.Não planeje nada para este dia
Fico devendo.

26.Identifique o que te causa stress
*Uma pessoa má que me faz mal e eu sou obrigada a ouvir suas ofensas.
*Quando a casa tá bagunçada
*Sentir-me responsável por resolver problemas de outros
*Autocrítica
*A falta de novas experiências e conhecimentos

27.Limpe a sua “gaveta da bagunça”
Não tenho. Tenho uma parte do guarda-roupa que é pra roupa que tenho que guardar e não dá pra dobrar na hora. Arrumado!

28.Abandone uma meta
Sinceramente, não sei qual. Não consegui. Tenho metas para uma vida melhor e saudável, não são sufocantes. Não sei o que abandonar.


29.Desligue as notificações
Ok. Serve do mesmo jeito que ficar sem internet.

30.Avalie suas 5 últimas compras
Minhas últimas compras foram para meu marido e para coisas que ele realmente estava precisando.
Pra mim, só algumas roupas que estavam na lista de coisas necessárias.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Como se desfazer de recordações




Quem sou eu pra chegar aqui e dizer o que você tem que fazer.  Apenas conto aqui a minha experiência. E devo dizer que eu tenho aprendido a deixar as coisas irem. E decidi deixar ir as muitas recordações que eu tenho aqui.
São tantas cartas de tantos anos atrás, desenhos de crianças...diários com tantos desabafos.

E eu estou deixando ir. As cartas mais profundas, as confissões, as coisas boas que escrevi vão ficar. Cartas e bilhetes bobos também ficarão, mas não em papel. Baixei um programa que dá pra escanear tudo e colocar em PDF. É o "CamScanner", nele eu coloquei um arquivo como bilhetes de crianças, outro cartas, outro é de recordações minhas de coisas importantes pra mim, como certos comprovantes, etc. Depois de escaneados foram para o lixo.

Amo papel, mas me rendi as praticidades do que é digital. Os papéis mais importantes, cartas cheias de sentimentos, meus escritos íntimos, os livros preferidos. Estes ficarão. O resto...vai embora.

Era tanto planejamento das mais variadas dietas loucas que eu tinha nos cadernos.  Tantas mágoas.  Planejamento de rotinas. Planejando até carregar o meu mundo e o mundo dos outros e achando ser possível.

Foi doloroso rever certas coisas. Como eu escrevo mais desabafos de coisas que doem, quase tudo que escrevi joguei fora. Não preciso de lembranças ruins, não preciso mesmo. Ainda não terminei porque coisas assim tem que ser feitas devagar. Não podemos nos arrepender depois. É preciso ter certeza do que se quer deixar ir.

Eu apaguei até o digital. Eram milhares de e-mails, pra se eu quisesse rever aquela conversa de 10 anos atrás. Apaguei tudo. Deixei conversas recentes com amigos de verdade armazenadas. Fiz uma pasta pros e-mails que contenham arquivos para leitura, outra pra conversas com amigos e outro pro trabalho. Pronto!

Tendo a Lua

Os Paralamas do Sucesso

Eu hoje joguei tanta coisa fora

Eu vi o meu passado passar por mim

Cartas e fotografias gente que foi embora

A casa fica bem melhor assim


Devo dizer que sim... a casa fica mesmo bem melhor assim.



Tô vivendo um tempo de mudanças. Um tempo de profunda reflexão, e por vezes tenho até medo de me afogar nesses devaneios e me perder de vez, enlouquecer.  Mas na verdade as mudanças estão me trazendo mais sanidade.  Não é só mudança física. Ah, eu precisava me isolar por um tempo. Mas faço isso todas as manhãs silenciosas que acordo antes de todos e fico aqui a pensar.
Carregar menos peso na vida não é só diminuir as coisas materiais que carrega na bolsa, no guarda-roupa ou na casa. Tem a ver com o que carrega na mente. Tudo que te prende.

Estou avaliando tudo que me prende. Que me tira a liberdade.  Sentimentos, pessoas... avaliando tudo. E tenho fé que as coisas podem e vão mudar, porque eu vou mudar.



Imagens retiradas do Google, se forem suas, me avise.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Análise dos últimos dias...

Limpei o guarda-roupa e tirei mais tralha de lá. Preciso de coisas de qualidade, então acho que muita coisa ainda vai sair. Tirei esmaltes e produtos pra cabelo também. Farei um post sobre isso.
Tirei alguns acessórios de cabelo que nunca uso. Deixei alguns que nunca uso, mas que ainda não desapeguei, coloquei para usar, se não conseguir usar, dou pra alguém.
Ah, tirei um monte de canetinhas que estavam sem tinta de um estojo. Diminui, tinham 3 potinhos de lápis, caneta e canetinha, agora só tem um pote, e as canetinhas que restaram foram pra um estojo.

Treinei duas musiquinhas no violão, no "aprenda algo novo".

Passei o dia fazendo as tarefas uma de casa vez e me focando em cada uma sem distrações. Foi mais rápido e ficou mais bem-feito.

Ah, e sobre examinar meus hábitos diários só vi falhas. Não consigo seguir rotina(ainda não consegui, mas vou chegar lá), não tiro tempo pra cuidar de mim. Tô aprendendo a me organizar agora.

Contarei não mais como dias, e sim como atividades, faltam:

18“.Unfollow” e “unfriend”
19.Saia para uma caminhada e exercite sua consciência
20.Não assista TV por um dia (leia, ao invés disso)
21.Escreva por 20 minutos
22.Crie uma rotina relaxante para a hora de dormir
23.Saia sem maquiagem
24.Pratique gratidão
25.Não planeje nada para este dia
26.Identifique o que te causa stress
27.Limpe a sua “gaveta da bagunça”
28.Abandone uma meta
29.Desligue as notificações
30.Avalie suas 5 últimas compras


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Confessando: Não fiz os desafios, analisando dias 12, 13, 14,15 e 16

12.Defina suas metas para este ano
Minha meta pra o que sobra deste ano é: 
*Melhorar minha vida espiritual, minha dedicação a isso. 
*Ser mais produtiva e criativa, em casa e no trabalho, fazer o dia valer, criar!
*Sair mais, vivenciar mais coisas, não quero mais ficar tanto tempo em casa. Há muita coisa que posso aproveitar mesmo sem dinheiro.
*Desligar mais a TV e as redes sociais, estudar mais e ler mais(Gostaria de ler até o final do ano o que coloquei na lista de livros que coloquei no dia 7)
*Melhorar e ter regularidade nas postagens dos blogs e aprender a deixar mais profissional o Maravilhoso mundo das mãos falantes e nele também colocar vídeos(tenho tanta vergonha, mas é Língua de Sinais, precisa ter vídeos) também conseguir aperfeiçoar minha escrita no Invisível aos olhos.
*Adquirir hábitos saudáveis.
*Aprender a ter rotina

13.Limpe seu guarda-roupa
Farei isso hoje e depois conto como foi

14.Comece a aprender algo novo
Vale voltar a fazer algo que fazia antes? Vou tentar reaprender uma música no violão.

15.Examine seus hábitos diários
Farei hoje

16.Não compre nada por 24 horas
Isso é fácil, não tenho dinheiro mesmo. E aliás, esse dia seria ontem. Ontem fui com minha aluna e minha família ao zoológico. Nem a entrada eu paguei porque entrei de acompanhante com uma amiga surda. Levamos comida para pique-nique de casa. Foi muito legal e sem gastos.

17.Realize uma tarefa de cada vez
Vou tentar fazer isso hoje, afinal, para cumprir o desafio terei que limpar o guarda-roupa, aprender algo novo e examinar meus hábitos diários(sei que essa parte será triste).

Se tudo der certo volto aqui mais tarde para falar sobre as atividades deste dia.



sábado, 15 de agosto de 2015

Dias 8, 9, 10 e 11 - 30 dias minimalistas

Dia 8 - Aprenda a apreciar a solidão
Faço sempre.  Ultimamente tenho acordado muito, muito cedo. Levanto e fico sozinha, penso no dia, curto o silêncio, me planejo. Isso já começou a fazer parte do meu dia a dia.

Dia 9 - Diminua sua coleção de produtos de beleza
Não foi necessário. Fiz uma limpa a tempos atrás e dei tudo que não pretendia mais usar. Ainda tem algumas coisas que estou esperando acabar. Mas já estou com só um perfume, apenas um creme hidratante corporal. Maquiagem também só o necessário, até porque parei de usar maquiagem diariamente.  Ai, quando eu tinha 15 anos usava diariamente, só agora que parei de usar. A pele era tão mais bonita, porque eu não aproveitei? rsrsrs. Mas ainda gosto muito de me maquiar, só não me obrigo a fazer todo dia, aprendi a me aceitar.
No total,  eu já havia me desfeito de todos os excessos em:
*Hidratante corporal (tenho 1, dei o resto)
*Perfume (tenho 1, dei os que eu não gostava, mas quero um mais fraquinho)
*Esmaltes( tenho mais de 10, porém tinha muito mais que o dobro disso e dei)
*Maquiagem (precisava jogar fora mesmo, não dei nada, tenho apenas o básico 1 produto de cada)
*Cremes de cabelo e óleos -ainda precisam terminar, mas estou usando um por vez pra terminar. Não uso creme de pentear, então, dei todos

Dia 10 - Nada de e-mails ou redes sociais até a hora do almoço
Não estava em casa, então essa foi fácil, eu só uso o wi-fi de casa, não gasto com isso na rua se não for realmente necessário.

Dia 11 - Avalie seus compromissos
Faço constantemente. O dia seria hoje, mas ontem mesmo eu pensei nas prioridades e organizei meus compromissos pra próxima semana. Compromissos não egoístas, coisas mais significativas pros próximos 10 dias. Vou me focar em ajudar outros, estar com família... coisas assim.

Prometo que vou tentar melhorar os posts incluindo fotos nos próximos!

Até!


terça-feira, 11 de agosto de 2015

Dia 6 e 7

Dia 6- Siga um ritual matinal

Vale acordar bem cedo, planejar o dia, organizar tudo? Segunda eu começo a trabalhar mais tarde, isso é, saio de casa depois das 8h. No dia anterior já organizei o cardápio semanal, daí de manhã faço a lista e vou ao sacolão.

Dia 7- Organize sua lista de leitura

Livros que pretendo ler:

1- Sense and sensibility
2- O lado bom da vida
3- A divina comédia
4- Livro do desassossego
5- Utopia
6- Alice no país das maravilhas
7- O mágico de Oz

Ah, só avisando que eu gosto de infantis, não me julguem.

Vou deixar a lista assim pequena e faço outra quando terminar.

Por enquanto é só...

Beijos!!!


domingo, 9 de agosto de 2015

Desafio- Dia 4 e 5





Dia 4- passar o dia sem reclamar

Desculpa aí, galera. Tentei, mas quando vi já tava reclamando. Mas não foi bobagem, garanto.

Tem uma pessoa que me faz muito mal. Todos os dias. Não,não é da minha família. É uma pessoa que nos odeia gratuitamente. Parece mentira, mas isso realmente acontece. Eu achava que não até acontecer comigo. No quesito "não reclamar" quero parar de falar dela apesar do mal que me tem feito. Não fico falando com pessoas por aí, mas eu deixo ela entrar na minha casa nos meus desabafos com meu marido. Geralmente no momento dos ataques dela, mas mesmo assim quero aprender a me concentrar em outras coisas, em quem me ama, e tentar esquecer a existência de quem me faz mal. Estou cansada de adoecer por causa da maldade dos outros. Esse é um dos meus objetivos.

Dia 5(hoje)- Identifique de 3 a 6 prioridades na sua vida.

1º - Melhorar minha vida espiritual.
De tudo que já li sobre viver bem, nada me ensinou mais que a Bíblia. Qualidade em orações. Ajudar outros a aprender. Isso sempre está no topo da lista.

2º - Passar mais tempo com minha família e amigos em momentos agradáveis.
Sou o tipo de amigo que sempre tá lá nos momentos difíceis, mas os momentos felizes ficam cada dia mais raros. Quero retomar os encontros. Isso faz muito bem.

3º - Aprender a não me preocupar com o que as pessoas pensam e fazem
Sempre vão falar. De qualquer forma vão falar. Eu quero me sentir livre pra viver do meu jeito, usar as roupas que eu gosto, fazer o que sinto vontade, tudo isso sem me preocupar com o que vão pensar. Também não me incomodar com as mentiras que contam e com os julgamentos que fazem. Quero ser livre. Devo prestar contas a Deus, e só.

4º - Ter uma vida mais produtiva(com a ajuda dos blogs)
Tem tanta coisa que quero fazer.
Quero muito aprender a viver melhor.  Aprender a controlar os ladrões de tempo(TV e internet). Me envolver com atividades. Ajudar outros. Começar a estudar para decidir minha monografia da pós. Escrever mais nos meus blogs. Treinar meu Inglês. Voltar a tocar violão. Fazer uma horta em vasos. Aprender a cozinhar melhor. Aprender a costurar.
Parecem muitas coisas... mas eu sou assim, quero fazer tudo e acabo fazendo quase nada.

5º - Levar uma vida mais saudável.
Comer melhor, me exercitar e estar mais em contato com a natureza.

Acho que tá bom estes aí. São as prioridades no momento.
***
Ainda falta:

6.Siga um ritual matinal
7.Organize sua lista de leitura
8.Aprenda a apreciar a solidão
9.Diminua sua coleção de produtos de beleza
10.Nada de emails ou redes sociais até a hora do almoço
11.Avalie seus compromissos
12.Defina suas metas para este ano
13.Limpe seu guarda-roupa
14.Comece a aprender algo novo
15.Examine seus hábitos diários
16.Não compre nada por 24 horas
17.Realize uma tarefa de cada vez
18“.Unfollow” e “unfriend”
19.Saia para uma caminhada e exercite sua consciência
20.Não assista TV por um dia (leia, ao invés disso)
21.Escreva por 20 minutos
22.Crie uma rotina relaxante para a hora de dormir
23.Saia sem maquiagem
24.Pratique gratidão
25.Não planeje nada para este dia
26.Identifique o que te causa stress
27.Limpe a sua “gaveta da bagunça”
28.Abandone uma meta
29.Desligue as notificações
30.Avalie suas 5 últimas compras

sábado, 8 de agosto de 2015

Dia 3- destralhe sua vida digital

Vi seu comentário Patrícia(Mil Pétalas), e pra ser sincera não sou boa em seguir rotinas e regras, e também não sei se vou conseguir. Costumo fazer as coisas mais quando me dá vontade, mas quero adquirir um pouco mais de disciplina na vida também.  Mas vou tentar, seria bem legal se eu conseguisse ao menos uma vez na vida! rsrs

Como sou nova na busca do minimalismo tinha muita tralha digital, e ainda tem porque eu organizei, joguei muita coisa fora, mas eu acho que ainda há muito o que descartar. Pelo menos posso dizer que minha área de trabalho ficou clean, e que cada coisa se encontra na sua respectiva pasta.

Preciso ver se tem músicas que eu não quero, vídeos que já assisti e não pretendo assistir novamente, ou que é facilmente encontrado na web. Meus e-mails são vistos com frequência, então eu já tenho o hábito de ir jogando fora aquilo que não quero armazenar.

Sempre fui uma pessoa desorganizada (organizo sempre as coisas, mas é que sou bagunceira), e ter menos ajuda e muito a ser mais organizada. Percebi que sinto necessidade de organização e que até o computador mais organizado me deixou em paz. E conforme o ambiente aqui fica mais leve, eu tenho ficado mais leve também.  Tenho sido muito mais organizada.

Organizações novas que tem me ajudado:


  1. Financeira(usando o Excel)
  2. Cardápio semanal pré-determinado (este também tem ajudado a ter menos desperdício)


Mas eu conto nos próximos posts.

Até logo!!!



sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Sobre o desafio...

Gente, vou começar a seguir direitinho, sério!

Dia 1- sem internet
Não deu. Mas eu fiquei uma semana sem a pouco tempo, então acho que tá valendo, né?

Dia 2- meditar 15 minutos
Saí sozinha e fiquei a pensar na vida no trajeto... também tenho acordado cedo para botar pensamentos em ordem no silêncio da manhã.

Dia 3- destralhar vida digital...daqui a pouco faço isso.

Volto depois pra falar sobre organização financeira.


Frase legal que li:


Espero mesmo estar aprendendo a ser um deles!