sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O essencial: Amigos

Nessa busca insana pelo que é importante num mundo de distrações, descobri que de fato esse mundo egocêntrico nos afasta demais das pessoas a nível real, por que nos iludimos com o virtual.  Mas agora estou mais consciente disso. E embora eu queira sempre me isolar... vejo que estar com meus amigos é o que me faz bem.  Estou me esforçando para encontrar com eles, e eles são tão especiais.
Quero falar de uma pessoa especificamente. Uma amiga incrível que pude rever esse mês, esse mês maravilhoso que me trouxe muitas oportunidades de ver amigos.

Já notou como as pessoas gostam de ser as melhores? Como as pessoas gostam de aparecer? Querem ser melhores que seus amigos, melhores que seus cônjuges e familiares. Isso porque esse mundo só olha para os melhores. Só olha para os que aparecem por serem inteligentes ou engraçados ou habilidosos.  Vejo isso em um dos meus locais de trabalho, há pessoas, jovens e adultos, que ficam todo o tempo tentando mostrar como são legais. Olham para o outro sem ver. E eu me sinto totalmente apagada lá, até minha voz fica mais baixa que o normal. Sinto-me adolescente de volta à escola neste lugar (Bom, é uma escola, mas eu não sou aluna! Rs). As pessoas não me viam, não sabiam quem eu era, e se contentavam com o exterior... sendo que o exterior era bem estranho já que eu me sentia muito mal naquela guerra de egos. É justamente o que sinto agora.  Ninguém me conhece e nem procura conhecer. Vejo pessoas que sabem falar, mas não sabem ouvir. E como na adolescência, eu já não mais me preocupo em tentar falar.  Imagino que façam uma ideia totalmente errada de mim... mas já não importa, eu cheguei naquele lugar destruída pelo luto, e nunca ninguém percebeu as lágrimas nos meus olhos.  Então, não é desse tipo de gente que eu quero me cercar. Pessoas que acham que alguns merecem atenção e outros não. Sendo eu incluída na categoria dos que não merecem.  Cada um concentrado em ser melhor que o outro.  Olhando tanto para si que não conseguem ver mais nada.  Vi meus alunos surdos passarem por isso também, invisíveis. (Com algumas exceções, nem todos são assim)

Agora... sobre a minha amiga.
Ela não é da categoria acima. Ela é inteligente, é habilidosa e muito capaz. Tudo que ela quer fazer, ela faz. Mas sabe o que ela faz melhor?  Incentivar pessoas.  Ela olha pras pessoas e as incentiva, e dá suporte, dá elogios sinceros e se for preciso procura meios para que as coisas se realizem. Ela não se importa de fazer parte dos bastidores. Ela nos vê em nosso potencial, porque não está focada em si mesma. E nos ajuda a ir para frente.  Aceita o que somos e se interessa mesmo pelas pessoas que normalmente são rejeitadas, porque ela se interessa por todos, principalmente pelos que mais precisam. E mesmo ajudando, não se acha superior a ninguém.  Ela ouve... e ouve mesmo. Ela olha e enxerga. Não está tentando ser melhor que ninguém, está sempre interessada no que pode aprender com os outros e também se interessa pela parte difícil, pelos problemas.  Isso a faz ter experiências gratificantes.  O marido dela é assim também... o que faz deles um casal muito amado por sua simplicidade e simpatia(ou devo dizer empatia?).
Fiquei feliz em estar com eles. E com outros amigos também.


É de gente assim que eu quero me cercar... é assim que eu quero sempre ser.  É importante se cercar de gente do bem.  Eu já não me gasto tentando agradar quem não é assim.  E quando tento, geralmente me arrependo, pra quê colocar energia no que não vale?
 Assim mesmo há algo que eu preciso melhorar.  Sinto algo ruim em lugar assim e me apago. Eu desapareço. Uma coisa é não se importar em agradar, outra é mudar.  E eles me mudam, eu fico triste naquele lugar.  Eu quero conseguir ser o que sou em qualquer lugar.

Termino com esse objetivo. E um tanto de outras coisas a pensar!

Um comentário:

  1. Tenho passado por uma fase de afastamentos... Ainda fico atordoada, carente mesmo, mas percebo que quem não está na minha vibe, automaticamente se afasta... Antes eu fazia um esforço pra me encaixar, pra ser "legal", mas hoje eu vejo que o esforço não compensa em nada nesses casos... E agora estou usando da fé para esperar que novas pessoas apareçam na minha vida e façam mais sentido. Sim, é fundamental termos amigos, e aos que merecem esse título, devemos ter todo o carinho e atenção do mundo!

    ResponderExcluir